14 Abril, 2022

O código RNA contado nos testes PCR, anteriormente atribuído à SRA-CoV-2, pertence antes a uma resposta do sistema imunitário induzida por vírus respiratório por células humanas que libertam exossomas, e que viciam os resultados dos testes PCR. Os testes PCR têm uma especificidade zero in vivo devido ao RNA do exossoma. Os testes PCR exibem excelente especificidade in vitro em amostras puras de outros vírus respiratórios. A baixa taxa de sucesso das vacinas é explicada pela identificação inexacta do RNA SARS-CoV-2.